quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

6 boas razões para ir ao dentista regularmente

.

Consultório Odontológico Dr Daniel Lucas Pecanhuque




  • (48) 3623-1721  
Rua João Rodrigues Martins, 1981,

Centro -Capivari De Baixo - SC


6 boas razões para ir ao dentista regularmente



Durante os check-ups de rotina, 
é muito comum que a saúde bucal seja negligenciada.
 Fazemos exames de sangue, de urina, 
vamos ao ginecologista ou ao cardiologista com uma regularidade pontual. 
Mas quando chega o momento de agendar a ida ao dentista, 
é comum surgir o questionamento: pra quê?

Muitas pessoas entendem a consulta ao dentista como necessária somente 
diante de problemas já existentes – dores de dente, erupções nos lábios, 
necessidade de extrações ou implantes, correções ortodônticas, 
problemas com hálito ou secreções, surgimento de alergias do trato bucal, 
entre outros. 
Mas a verdade é que o cuidado com nossos dentes e boca deve ser constante, 
com acompanhamento profissional regular, 
assim como se faz com todas as outras áreas da saúde.



Para esclarecer a importância de visitar o dentista (no mínimo) 
uma vez a cada seis meses, veja uma lista com as principais razões para você:





1) PREVENIR PROBLEMAS BUCAIS

Talvez este seja o principal motivo para ir ao odontologista com freqüência –
por que ir poucas vezes ao dentista para tratar problemas se, 
indo em consultas regulares, é possível evitar que estes problemas 
cheguem até você? 
Os dentes, lábios, gengivas, bochechas e língua são muito vulneráveis à ação 
de bactérias, vírus e fungos, que podem desencadear infecções causadoras 
de grandes desconfortos. 
Todas as principais enfermidades do trato bucal podem ser evitadas através 
do acompanhamento preventivo: 
desde os problemas mais simples – como herpes, aftas e gengivites – 
até os mais graves, envolvendo extrações ou tratamentos de canal. 
Consultar o dentista hoje significa tranqüilidade e saúde no amanhã.

2) PREVENIR OUTROS PROBLEMAS DE SAÚDE

Quem acha que o dentista é capaz de prevenir somente doenças do trato bucal 
está muito enganado. Você sabia que a saúde da boca reflete diretamente 
na qualidade da saúde do corpo todo?

Começando pela saúde cardíaca: existem bactérias do tártaro dental 
capazes de atacar o coração, provocando o quadro de endocardite bacteriana 
– uma séria infecção cardiológica causada pela proliferação de bactérias que 
habitam a boca e são nocivas ao organismo.

Outras grandes complicações podem estar relacionadas à mastigação: 
problemas ao mastigar podem ser responsáveis por dores de ouvido agudas, 
e até por quadros de sinusite; também podem comprometer os estágios 
iniciais da digestão, causando azias, refluxos e outros distúrbios 
gastrointestinais; podem, ainda, provocar o surgimento de bruxismo, 
artrite e disfunção de algumas articulações faciais.

3) REALIZAR TRATAMENTOS DE LONGA DURAÇÃO

Problemas mais sérios do que cáries, herpes ou tártaro não podem ser tratados 
em uma única consulta isolada. 
Consultas regulares ao odontologista são essenciais para acompanhamento 
do progresso de tratamentos de longa duração. 
Se você precisa fazer tratamento de canal, colocar implantes dentários, 
reparar dentes danificados, tratar quadros de sensibilidade dentária, 
corrigir anomalias de mastigação, realizar restaurações ou substituir antigas, 
colocar aparelhos ortodônticos ou clarear a dentição, 
precisa entender que todos estes procedimentos 
são um processo não imediato, 
que necessitam de acompanhamento profissional para que a segurança 
e a eficácia sejam garantidas.

4) FAZER LIMPEZA PROFUNDA

Ainda que seus hábitos de higiene bucal diários sejam rígidos 
e bem executados, 
a escovação dentária caseira não atinge determinadas regiões 
mais profundas da boca com o mesmo vigor 
com que limpa os dentes da frente. 
Esta limitação dos equipamentos de higiene caseiros propicia 
o acúmulo de placa bacteriana entre os dentes e na gengiva, 
deixando o ambiente perfeito para infecções.
A ida regular ao dentista também tem função de limpar os dentes mais a fundo, com uso de escovas de maior alcance e flúor de uso profissional. Além da remoção completa da placa, também são feitas obturações em eventuais cáries encontradas e eliminação de manchas superficiais causadas nos dentes pelo consumo de alguns alimentos (como o vinho, por exemplo).
5) INCENTIVAR AS CRIANÇAS
Para crescer com dentes fortes e saudáveis, é essencial que a criança entenda desde cedo a importância da ida regular ao dentista. E nada é mais eficaz do que o exemplo dos pais para incentivar uma criança, não é mesmo? Acompanhe seu filho nas consultas de rotina e o leve junto quando você for consultar. Estimule a criança a conversar com o dentista, a tirar dúvidas e a entender o que está sendo feito, para que o tradicional medo de dentista logo seja desmistificado. Escovem os dentes juntos, ensine à criança os movimentos corretos a se fazer com a escova e seja rígido(a) quanto à rotina de higiene bucal. Estas pequenas atitudes garantirão um futuro muito mais saudável ao seu pequeno.
6) CUIDAR DA AUTOESTIMA
Aqui vale a máxima: o sorriso é o seu cartão de visitas. Dentes brancos, alinhados, hálito fresco e lábios com aspecto saudável funcionam como estimulantes de nossa autoestima – trazem aceitação de nossa autoimagem, fazendo com que nos sintamos felizes com nossa própria aparência. Esta fortalecida na autoconfiança traz reflexos nítidos para as relações interpessoais – passamos a nos comunicar com mais clareza e a interagir com mais desenvoltura, pois a insegurança que antes nos reprimia vai embora. Pessoas que gostam de si mesmas e se orgulham do próprio aspecto ao se olhar no espelho sentem-se menos coagidas diante de desafios e são mais felizes em todos os aspectos da vida.

Se inscreva em nosso canal: