sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Fla vence em noite nervosa e encosta no Palmeiras




Assembléia geral dentro de campo define o placar no Raulino de Oliveira: Flu 1 x 2 Fla



comecinho foi tricolor, mas aos 11 minutos o Flamengo largou na frente com um gol contra de William Matheus que o árbitro atribuiu a Leandro Damião!
Combinado com o Palmeiras 0 x 0 Cruzeiro que ainda rolaria mais uns 15 minutos em Araraquara, o 1 a 0 em Volta Redonda encurtava para um pontinho só a distância entre líder e vice-líder nesta 30ª rodada do Brasileirão.
Depois de um primeiro tempo muito equilibrado, em que o Fla pode se encolher um pouco para procurar mais um gol em contra-ataques, tudo mudou logo no primeiro minuto do segundo. O Flu empatou, gol de Marcos Júnior.
Aos oito, voltou a alegria do Fla: Fernandinho fez 2 a 1.
E foi assim que a noite acabou, embora o Fla-Flu tenha oferecido novas e fortes emoções aos 39: em impedimento milimétrico, Henrique, de cabeça, fez o que seria 2 a 2.
Seria. O bandeirinha Emerson Augusto de Carvalho indicou impedimento, o juiz Sandro Meira Ricci anulou o gol, voltou atrás e confirmou: Flu 2 x 2 Fla.
De repente, sabe-se lá soprada por quem, aterrissou uma nova dúvida no campo do Raulino Oliveira: Henrique estava ou não estava impedido?
Depois de uma longa e tumultuada assembléia geral dentro do campo, com a participação da equipe de arbitragem, dos times, do delegado da CBF e de um bando de penetras, Sandro Meira Ricci mudou de novo e decretou que voltaria a valer o velho placar: Flu 1 x 2 Fla.

Define-se assim o G4: Palmeiras, 61 pontos; Flamengo, 60 pontos; Atlético Mineiro, que venceu o América por 3 a 0, 56 pontos; Santos, que venceu o São Paulo por 1 a 0, 54 pontos.
Ou seja: o caneco está entre Palmeiras e Fla, embora o Atlético Mineiro ainda vá receber os dois em Belo Horizonte e se considere na briga.
Esta quinta-feira, 13 de outubro, vai ficar marcada na história do Brasileirão de 2016.