terça-feira, 22 de setembro de 2015

Jovem de 13 anos morre com doença grave causada por absorvente interno



ndrome do choque tóxico tem sintomas como vômitos, diarreia e febre alta.




Para não precisar suspender seus treinos durante o período de menstruação, a nadadora Jemma-Louise Roberts, de 13 anos, passou a usar absorventes internos. Este hábito, no entanto, acabou custando a sua vida — Jemma morreu depois de desenvolver a síndrome do choque tóxico, uma infecção bacteriana rara, porém letal, ligada justamente ao uso deste tipo de absorvente
Foto: Reprodução/dailymail.co.uk



A jovem buscou ajuda médica porque apresentava sintomas como vômitos, diarreia e febre alta. O primeiro diagnóstico que Jemma-Louise recebeu foi de norovírus, que causa problemas gastrointestinais e é contraído pela ingestão de alimentos crus manipulados por mãos infectadas. O hospital sugeriu, então, que os pais da menina a levassem rapidamente de volta para casa, para evitar que o local fosse infectado
No entanto, poucas horas depois, a família estava de volta ao Royal Albert Edward Infirmary, porque os sintomas de Jemma tinham se agravado demais. Foi quando, finalmente, os médicos começaram a suspeitar de síndrome do choque tóxico. A grave infecção é causada por uma bactéria que, normalmente, vive sem causar danos nos tecidos da pele, nariz ou boca 


Quando caem na corrente sanguínea, as bactérias liberam substâncias altamente tóxicas, que danificam tecidos internos e externos, até que acabam atingindo órgãos internos vitais. Jemma morreu uma semana depois de dar entrada no hospital, por causa de uma hemorragia cerebral
A mãe da menina, Diane, acredita que se fala muito pouco a respeito da síndrome.

— Nos anos 80 a gente ouvia sobre isso o tempo todo, mas, agora, ninguém fala nada. Meu marido, por exemplo, nunca tinha ouvido falar deste problema. É importante que se tenha informação. Se um pai conhece a doença e sua filha fica doente, ele pode salvar a vida dela. A paixão de Jemma era ensinar crianças a nadar. Ela estava sempre sorrindo, e adorava ajudar os outros 


Fonte: R7