sexta-feira, 10 de julho de 2015

Sertanejos fazem campanha, mas são acusados de ‘racismo’





Teló e Mariano receberam críticas nas redes sociais após publicarem fotos com metade do rosto pintado de preto em uma campanha contra o preconceito. Assim que os comentários agressivos e as críticas começaram a dominar as redes sociais, os dois apagaram as fotos.
A ideia dos artistas era fazer um protesto contra o racismo. O problema é que pintar o rosto de preto, em alguns locais como os EUA, é conhecido como "blackface", prática teatral do passado em que atores brancos pintavam seus rostos para interpretar papéis de negros. A atitude, encarada como racismo pois ridicularizava os negros, foi banida do teatro nos EUA.
Em seu Instagram, Mariano pediu desculpas e explicou que não teve a intenção de ofender ninguém com a imagem postada.
"Peço desculpas se ofendi alguém no post anterior com a campanha contra o racismo, não sabia desse tal de blackFace , postei com a melhor intenção possível assim como a campanha foi criada, perdão mais uma vez! Xô Preconceito", esclareceu.
Michel Teló, por sua vez,  apenas apagou a foto da campanha que deu errado e não se explicou.
Fonte: R7