quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Picadas de aranhas - Primeiros socorros


Picadas de aranha
   O veneno das aranhas varia consideravelmente quanto ao risco que oferece e a intensidade dos sintomas que provoca. As picadas de aranha venenosas são raras, mas podem, na pior das hipóteses, levar ao óbito. No minimo, são dolorosas. O procedimento em todos os casos é, se possível, matar e levar a aranha, num vidro lacrado, juntamente com a vítima, a um pronto-socorro.
   As picadas de aranha são, na maior parte das vezes, embora muito dolorosas, pouco perigosas para o adulto.
   Existem inúmeras variedades de aranhas. Algumas vivem na água. A maioria, entretando, mora no solo, sob pedras, troncos, folhas, ou suspensas em teias. Algumas espécies cavam túneis sob a terra. Quase todas podem, eventualmente, entrar em habitações humanas, roupas, sapatos, etc. Quando, então, representam maior risco.
   Determinadas aranhas podem causar distúrbios ao sistema nervoso, perturbações no ritmo cardíaco, câimbras, tremores e vertigem, além de dor. Elas não chegam a matar um adulto saudável, mas podem ser fatais para crianças e pessoas fisicamente debilitadas. 

Conheça as principais espécies brasileiras

                                                           Aranha marrom
Aranha marrom
Essa espécie atinge de 1 a 3 centímetros, incluindo as pernas.
Podem ser encontradas vivendo em teias irregulares que constroem entre materiais de construção, como telhas e tijolos, e também em vários tipos de fendas, entre cascas de árvores e também em cavernas. 
Apesar de essa espécie não ser agressiva, os acidentes com ela podem ser graves. Os primeiros sintomas de envenenamento são sensação de queimadura e formação de ferida (necrose) no local da picada.

                                                              Armadeira
Armadeira
Pode atingir 15 centímetros de comprimento, incluindo as pernas. O corpo tem, em média, de 3 a 4 centímetros. As armadeiras não constroem teias e costumam esconder-se em lugares escuros, como cachos de banana, vegetação e calçados.
Acidentes com esse tipo de aranha podem ser graves para crianças menores de 7 anos. O veneno da armadeira tem ação neurotóxica, isto é, atinge o sistema nervoso, e sua picada é muito dolorida. O tratamento é feito com soro antiaracnídeo. E lembre-se: sempre procure um médico.


                        Tarântula de jardim ou aranha de grama
Tarântula
Essas aranhas, que atingem até 5 centímetros de comprimento, costumam ser encontradas nos gramados de residências. Apesar de venenosas, os acidentes envolvendo as aranhas-de-grama não são graves e não é preciso recorrer a nenhum tratamento.

                                                 Caranguejeira
Caranguejeira
Geralmente essas aranhas são grandes, com 15 centímetros em média, mas podendo chegar a até 26 cm, que é o caso da caranguejeira da Amazônia, a maior aranha do mundo. Elas possuem pelos compridos nas pernas e no abdômen. Elas usam as teias apenas para pôr seus ovos, não para caçar suas vítimas. Embora sejam muito temidas, os acidentes com elas são raros e sem gravidade, porém elas apresentam pelos que são soltos quando elas se sentem ameaçadas. Estes pelos podem causar lesões, irritações e coceira. Não se produz o soro contra seu veneno. As caranguejeiras ocorrem em florestas e matas de todo o país. 

                                                Viúva-negra

Apesar de o nome sugerir o contrário, essa aranha de cor preta com manchas vermelhas no abdome não é tão perigosa assim. São conhecidos poucos casos de acidentes no Brasil, de pequena e média gravidade, e por isso o soro para combater seu veneno não é produzido. As fêmeas dessa espécie têm de 2,5 a 3 centímetros, enquanto os machos são de 3 a 4 vezes menores.

  • Ir imediatamente a algum hospital, para evitar correr riscos mais graves.
Bjssss no ♥