segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Se eu ficar

                                          

Olá...
Hoje vim mostrar um pouco do livro "SE EU FICAR" de Gayle Forman, gostei tanto que já li ele duas vezes.
"É uma história imperdível sobre amor, amizade, família, perdas, controle e superação".
Acredito que você também vai adorar.

Sinopse: A ultima coisa  de que Mia se lembra é a música.
Depois do acidente ela ainda consegue ouvir a música. 
Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais - mais não sente nada.
Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida.
Pelas  Próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente- e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas. 


No livro conhecemos a história de Mia, que tem como paixão da vida dela tocar violoncelo. Mia mora com seus pais. Seu pai tinha uma banda e largou tudo para se tornar professor quando a responsabilidade bateu à porta, mas permanece daquele jeito largado, cheio de estilo. Sua mãe, de jovem rebelde se tornou uma “mãe ursa” – palavras de Mia – e faz de tudo pelos seus filhos, mas nunca deixa de largar palavrões pela casa e de dizer que a vida é uma merda. Ambos são engraçados e divertidos mas são acima de tudo, amorosos. Fazem questão que Mia e seu irmão sejam felizes, busquem seus próprios sonhos e tomem suas próprias decisões. O amor desse lar se completa com Teddy, o irmão menor de Mia. A relação deles não é de ciúmes, nem de irmãos que brigam (embora role aquela briga as vezes, cascudos etc): Teddy só dormia ouvindo Mia tocar quando era bebê, e era só Mia que lia pra ele toda noite um capítulo de Harry Potter. A ligação entre os dois é suave e linda, não tem como não se apaixonar. Essa foi a família que me conquistou no primeiro parágrafo, numa cena normal dentro de casa num café da manhã. E foi por essa família que eu chorei.
Mia se sente um pouco deslocada por gostar de música clássica enquanto sua família é punk, por ser introspectiva enquanto todos são engraçados e festeiros, mas nada disso diminui seu amor e sua vontade de estar entre eles. E é assim que ela passa o tempo: tocando, com sua família e com Adam. Mia ainda não entende porque Adam está com ela, como ele – lindo, engraçado, inteligente e integrante da banda Shooting Star, que está ficando cada vez mais popular em Portland – se interessou por ela, mas a questão é que ele é extremamente e intensamente apaixonado por Mia, e juntos eles são responsáveis pelos momentos doces e de romance do livro.
Já nos capítulos iniciais, temos o divisor de águas da vida de Mia: o acidente. Rápido e confuso, uma hora ela estava no carro com sua família indo visitar amigos, e na outra, ela estava parada no asfalto gelado da neve, olhando os corpos dos pais – e o dela própria – estirados no chão. Mia acompanha os paramédicos chegarem e fazerem de tudo para reanimá-la, acompanha a viagem até o hospital, a sua própria cirurgia: tudo como uma observadora externa, vendo a si mesma entubada e cheia de fios. Enquanto presenciamos a angustia de não poder falar, não poder ser vista, não saber como está o próprio irmão, Mia vê seus tios e primos chegarem, vê sua melhor amiga Kim na capela, rezando pela sua volta, vê seus avós desolados e vê Adam. 

Título: Se eu Ficar
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224



Uma boa leitura a todos! Bjsss no ♥